Grupo de Estudos para Personal Trainer - Ciência no TEF

João Moura
"Professor João Moura nasceu em Cruz Alta (RS) em 1971. Em 1992 ingressou na UFSM (Universidade Federal de Santa Maria) para seus estudos no Curso de Ed. Física."

       

A ordem dos exercícios influencia o efeito hipotensivo?


clique aqui para baixar o artigo

Treinamento Resistido com Pesos (TRP) é amplamente recomendado para idosos, em virtude do potencial para minimizar as mudanças negativas causadas pelo processo de envelhecimento, tal como declino na força (dinapenia), massa muscular (sarcopenia) e capacidade funcional. Além disso, com o envelhecimento ocorre um aumento nos níveis pressóricos. Assim, também se tem demonstrado que este tipo de exercício, pode promover reduções crônicas na pressão arterial, e desta forma auxiliar na prevenção e controle da hipertensão. 

Estudos apresentam que o efeito hipotensivo após uma sessão de TRP, podem durar por horas, e que pequenas reduções na pressão arterial (~3mmhg) parecem reduzir a possibilidade de infarto e também doença arterial coronariana em indivíduos normotensos e hipertensos. 

Portanto, no estudo que compartilhamos, o objetivo foi analisar a influência da ordem dos exercícios durante uma sessão de TRP, sobre a magnitude e duração do efeito hipotensivo.

Como foi realizado o estudo?

Foram selecionadas 16 voluntárias idosas (68,3 anos) normotensas que já participaram de um programa de treinamento (característica do treino: 3 séries de 10 a 15 repetições com oito exercícios para o corpo todo a pelo menos 24 semanas). 

Inicialmente, as voluntárias foram submetidas a avaliação antropométrica e teste de 1RM. Após, foi solicitada para as voluntárias compareceram ao laboratório em cinco ocasiões (sendo duas ocasiões para ajusto de quilagem, duas sessões experimentais e uma sessão controle) com intervalo de 48 horas entre elas. 

As duas sessões experimentais foram realizadas com oito exercícios em duas ordens diferentes, ou seja multi para monoarticular e mono para multiarticular. Por fim a sessão controle não incluiu exercícios.

Sessão Multi para Mono (SMUL): supino reto, remada sentada, tríceps polia, rosca scott, leg press horizontal, cadeira extensora, mesa flexora, e panturrilha sentada;

Sessão Mono para Multi (SMO): rosca scott, tríceps polia, remada sentada, supino reto, panturrilha sentada, cadeira extensora e mesa flexora. 

Sessão Controle (SC): durante essa sessão as voluntária foram solicitadas para permanecer sentada e quieta pelo mesmo tempo de duração das sessões de treino.

Para cada sessão foram realizadas três séries entre 12 a 8 repetições com intervalo de 2 e 3 minutos entre séries e exercícios, respetivamente. Pressão arterial e FC foram medidas previamente e imediatamente após 15, 30, 45 e 60 minutos.


E ai quais os resultados?

Não houve diferença na quilagem, repetições realizadas e carga volume (séries x repetições x quilagem) entre as sessões de exercícios.


Ambas sessões (SMUL e SMO) apresentaram reduções significativas nos valores de PA em relação a SC após 30, 45 e 60 minutos, e 30 e 60 para a PA média. Para a FC, ambas sessões de exercícios (SMUL e SMO) apresentaram valores maiores do que a SC na primeira medida após o treino (+10.1 e 9,6 bpm, respectivamente). Além disso, ocorreu um aumento significativo para a PAD após 45 e 60 minutos comparação com o pre sessão para SMUL, SMO, SC. 

O número de voluntários que apresentaram redução na PAS, em ambas sessões (SMUL e SMO), foram similares: PAS (15 min: SMUL= 10; SMO= 11; 30 min: SMUL = 13 e SMO = 13; 45 min: SMUL= 10; SMO=10; 60 min: SMUL= 10; SMO=9, respetivamente). 

A magnitude mais alta de redução da PAS foi observada em 15 min e 30 min em ambas as sessões, comparado com o pre sessão (15min: SMUL= -5,6; SMO= -4,6 mmHg; 30 min: SMUL= - 6,8; SMO= -4.4 mmHg) e 30 e 60 min comparado com o SC (30 min: SMUL= - 6,8; SMO= - 4,4 vs SC= + 5.0 mmHg; 60 min: SMUL= - 1,7; SMO= - 1.0 vs SC= +9,4 mmHg). Por fim, também observou-se que a redução mais alta em PAS na sessão de exercícios em 15 e 30 min foram negativamente correlacionada com os valores pre sessão. 


O que poder ter gerado esses resultados?

Portanto, o estudo demonstrou que uma sessão de TRP Full body promoveu efeito hipotensivo em mulheres idosas normotensas treinadas. A magnitude e duração do efeito hipotensivo não foi influenciado pela ordem dos exercícios. E por fim, a redução na PAS em 15 e 30 min foram correlacionadas negativamente com os valores de PAS pre sessão.

Essa falta de diferença significativa entre as ordens, podem ter ocorrido em virtude da carga de esforço similar entre as sessões. Ou seja, o número de repetições, quilagem e volume de treino foi similar, o que pode, segundo os pesquisadores ter levado a resultados similares. Portanto, a carga de esforço, e não a ordem dos exercícios parece ter maior influência no efeito hipotensivo. 

Mas, por que ocorreu o efeito hipotensivo?

O efeito hipotensivo parece ter ocorrido em virtude de uma redução no débito cardíaco e também por uma redução na resistência periférica. 

O aumento na PAS, PAM e FC na SC foi provavelmente em virtude do estresse ortostático imposto em virtude da posição sentada adotada, quão poderia alterar o reflexo cardiopulmonar e redução do retorno venoso, conduzindo para um aumento na resistência periférica vascular, para manter o débito cardíaco necessário.

Ta e daí? O que eu faço com isso?

Portanto, caso personal trainer esteja trabalhando com um aluno/cliente que busca produzir uma redução dos níveis pressóricos, e seja uma sessão Full Body, não há necessidade de se preocupar com a ordem dos exercícios. Assim, o personal trainer deverá preocupar-se para realizar uma manipulação adequada das variáveis de treino como, repetições, quilagem e volume total. Tendo em vista que estas parecem produzir efeito sobre a magnitude e duração do efeito hipotensivo.

Ainda, caso a sessão de treino prescrita seja similar ao apresentado no estudo, o personal trainer poderá variar a ordem dos exercícios, para observar com qual seu aluno/cliente tem maior prazer ao executar. Esta estratégia poderá auxiliar na aderência desta população ao treinamento. 

De um passo adiante em
sua carreira!
Grátis
Acesso Imediato


  Voltar para a página do Curso

Depoimentos dos alunos

Voltar ao topo